Acordos Internacionais

Acordos, convênios e projetos internacionais

 

Linha de Pesquisa: Estudo, Política e Formação Humana

O docente João dos Reis Silva Jr. mantém ativo o acordo de Cooperação Internacional entre o PPGE e o Núcleo de Investigaciones sobre Conocimiento y Política en Educación (NICPE), vinculado à Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales (FLACSO Argentina, sede Buenos Aires), visando o desenvolvimento do Projeto de Pesquisa Producción de Conocimiento y Política Educativa en América Latina. Os países participantes dessa Rede são: Argentina, Brasil, México, Uruguai, Paraguai e Chile. Resultados das pesquisas desenvolvidas no interior desse Acordo tem sido publicados em livros e divulgados em eventos internacionais.

Linha de Pesquisa: Educação em Ciências e Matemática

A docente Denise de Freitas mantém ativo o acordo firmando em 2011 com o Prof. Dr. Josep Bonil Gargallo, da Universitat Autònoma de Barcelona (Espanha) que, na ocasião, ministrou uma disciplina optativa no PPGE/UFSCar, denominada Implicações da Introdução dos Princípios da Complexidade em Contextos Educativos, da qual participaram estudantes do PPGE e de outros Programas de Pós-Gradução. Os convênios estabelecidos com a Universitat Autònoma de Barcelona se intensificaram em 2012 e 2013.
A docente também mantém, desde 2010, acordo de Cooperação Internacional com a Universidad Nacional de Cuyo (Argentina) e Universidad Nacional de San Juan (Argentina), que se conservou em 2013, agora com financiamento após a aprovação do Projeto. A abordagem CTS se dá na produção dos conhecimentos presentes em materiais didáticos voltados para a educação cientifico-tecnológica no âmbito escolar de cooperação internacional entre Brasil e Argentina apoiado pelo Capes/MINCYT REDE–007-12 (2012). A meta global do projeto é o desenvolvimento de um modelo teórico-metodológico para analisar perspectivas CTS na produção de conhecimentos presentes em materiais didáticos voltados para uma Educação Científica e Tecnológica crítica no âmbito escolar brasileiro e argentino. Sob a coordenação de Denise de Freitas (Brasil) e Carlos Passera (Argentina), conta com a participação de docentes do PPGE/UFSCar (Ademir Caldeira, Alice Pierson, Isabela C. T. Bozzini); da Unicamp (Anna Regina L. de Moura, Antonio Carlos R. Amorim, Elisabeth Barolli), pesquisadores(as) da Argentina: UNCUniversidad Nacional de Cuyo (Ofelia Agoglia, Valeria Caroglio, Patricia Pons, Ariel Amadio, María Ximena Erice, Cristina Moretti, Lilia Micaela Dubini, María Graciela Gómez), da UNSJ – Universidad Nacional de San Juan (Graciela Vallecillo, Blanca Raquel Benítez, Laura Patricia Perucca, Mariana Martinello). Em 4 de abril de 2013, tal projeto foi renovado pela Capes. Foram realizadas missões de trabalho em 2013, sendo que no primeiro semestre o PPGE ofertou, em parceria com equipe da Universidad Nacional de Cuyo, a disciplina optativa Pierre Bourdieu: aportes para uma Epistemologia Crítica.

A docente Cármen L. B. Passos recebeu, em 2013 o Prof. Dr. Arthur Powell, da Faculty of Arts and Sciences Newark of Rutgers, The State University of New Jersey, EUA, que, em seminário, apresentou as pesquisas que tem desenvolvido, firmando convênio de Cooperação Internacional com a UFSCar e acertando a ida do doutorando Rogério Ribeiro para estágio sanduíche, iniciado 2014. A docente, a convite da Profa. Teresa Sarmento, da Universidade do Minho (Uminho), também participou em 2013 de uma missão de trabalho e elaboração de projeto conjunto entre a UFSCar e a Uminho e lecionou uma aula no curso de Mestrado em Ensino de Informática e Ensino de Línguas. A visita foi financiada pela Fapesp.

A docente Vânia Gomes Zuin mantém convênio com a International Union of Pure na Papplied Chemistry, com o Prof. Dr. Pietro Tundo, da Universidade de Veneza, Itália. O projeto constitui-se em uma pesquisa sobre os estilos de pensamento de professores(as) de Química sobre o conceito de sustentabilidade ambiental, discutindo as implicações deste nos processos de Educação Química. Coordenado por Carlos Aberto Marques, integram o projeto: José Carlos Gesser, Santiago Francisco Yunes, Demetrio Delizoicov, Fábio Peres Gonçalves, Eduardo Zampiron, Carolina dos Santos Fernandes, Franciani Roloff, Franciele Drews, Rejane Maria Ghisolfi da Silva, Vânia Gomes Zuin. O financiamento é dado pela CNPq (Universal). A docente do Grupo, Vânia Zuin, publicou material didático voltado ao Controle Biorracional de Insetos Pragas.

Linha de Pesquisa: Formação de Professores

A docente Rosa Maria Moraes Anunciato de Oliveira, a convite da Profa Dra. Maria Alfredo F. F. Lopes Moreira, do Instituto de Educação da Universidade do Minho (Braga, Portugal), participou de missão de trabalho em 2013, com planejamento de pesquisa. A atividade foi financiada pela Capes e resultou em projeto para realização de estágio pós-doutoral a ser realizado em 2014, com financiamento da Fapesp.

A docente Aline M. de M. R. Reali intensificou as aproximações com o Departamento de Currículo e Tecnologia Educativa, da Universidade do Minho (Campus Gualtar em Braga, Portugal), sob supervisão do Prof. Dr. José Augusto Brito Pacheco, que recebeu o doutorando Wiama de Jesus Freitas Lopes e a doutoranda Isa Mara C. S. Domingues, sob supervisão da Profa. Dra. Teresa Sarmento, ambos titulados em 2013. A docente também estreitou contatos com as pesquisadoras Vanessa P. Dennen (Florida State University, EUA) e Jennifer B. Myers (Florida State University, EUA), o que resultou a publicação de um capítulo na obra virtual Professional Development and Informal Learning via Social Networks, editada pela IGI-Global em 2012. O capítulo intitula-se “Online Mentoring as a Tool for Professional Development and Change of Novice and Experienced Teachers: A Brazilian Experience” (p. 203-218). Aline M. de M. R. Reali também manteve contato com o professor Antonio Bartolomé, da Universidade de Barcelona e com outros membros do REGIET (Rede Internacional de Investigação e Tecnologia) que agrega, além de universidades brasileiras, universidades da Costa Rica (UNED), Alemanha (Universidade de Colônia); Argentina (UNSA); Espanha (UPM); Inglaterra (Open University); Portugal (UAb). Nesse sentido, estabeleceram parceria para o II SIED:EnPED – Simpósio Internacional de Educação a Distância e Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância, com a participação dos professores Antonio Bartolomé e Hermano Carmo (Universidade Aberta de Portugal). Tem mantido, ainda, contato com o grupo de estudos sobre Mentoria para Professores Iniciantes, coordenado pela professora Fran Kocham, da Universidade de Auburn (EUA).

O docente Daniel Mill estabeleceu intercâmbio com a Universidade Aberta de Portugal, na cidade de Lisboa (Coimbra, Porto), ao realizar estágio de pós-doutorado, sob supervisão do Prof. Dr. Hermano Duarte Carmo, quando desenvolveu a pesquisa Gestão estratégica em Educação a Distância (EaD) no Brasil e em Portugal: em busca de modelos consolidados. A parceria entre os grupos de pesquisa Brasil-Portugal foi intensificada e vem se consolidando pela realização de pesquisas conjuntamente, pela publicação de artigos e capítulos de livros e pela participação em eventos da área. Em 2013, foram submetidos quatro artigos em coautoria Daniel Mill e Hermano Carmo, além de dois  capítulos de livro e quatro apresentações de trabalhos em eventos brasileiros e portugueses.

Linha de Pesquisa Educação, Cultura e Subjetividade

Os docentes Antônio Álvaro Soares Zuin e Luiz Roberto Gomes mantém convênio de Cooperação Internacional com o Grupo Kritische Theorie und Erziehung, sob coordenação do Prof. Dr. Andreas Gruschka, da Universidade Johann Wolfgang Goethe, (Frankfurt am Main, Alemanha). Desenvolvem projetos em comum: “Teoria Crítica e Educação no Brasil e na Alemanha”, cujo objetivo principal é o de investigar a atualidade pedagógica dos escritos dos autores frankfurtianos, principalmente Theodor W. Adorno, Max Horkheimer, Walter Benjamin e Herbert Marcuse, na análise de processos educacionais em ambos os países. Destacam-se os seguintes produtos decorrentes desse acordo internacional: Participação do prof. Gruschka em conferências e mini-cursos nos seguintes eventos: V Congresso Internacional de Teoria Crítica: Indústria Cultural Hoje, realizado na Unimep, Piracicaba, em outubro de 2006 (apoio CNPq, Capes e Fapesp); VIII Congresso Internacional de Teoria Crítica: desafios na era digital, na Unesp/Araraquara. Tem-se, ainda, as seguintes produções: um artigo intitulado “Ich hasse gernmeinen Lehrer! Orkut, Schüler und ihr Bild des Lehrers”, publicado no periódico Pädagogische Korrespondenz (36, Frühjahr 2007, Qualis B1) de autoria de Antônio A. S. Zuin; um capítulo de livro, intitulado “Die Beziehung zwischen Kritischer Teorie, Erziehungswissenschaft und Schulforschung in Brasilien”, de autoria de Antônio A. S. Zuin, Rita Vilela, Bruno Pucci e Luiz Lastória (Editora Büchse der Pandora). Há, também, a tradução do livro Bürgerliche Kälte und Pädagogik (Frieza burguesa e pedagogia), de autoria de Andreas Gruschka em parceria com o Instituto Johann Wolfgang Goethe (Editora Autores Associados, 2012) e a publicação do livro Kritische Theorie und Erziehung in Brasilien und Deutschland (2014), uma produção conjunta de pesquisadores brasileiros e alemães que investigam a relação entre Teoria Crítica e Educação.

Linha de Pesquisa Práticas Sociais e Processos Educativos

A docente Petronilha B. G. e Silva, mesmo na condição de aposentada, mantém importantes acordos internacionais, como o International Research Group on Epystemology of African Roots and Education, coordenado pela Profa. Dra. Joyce Elaine King da Georgia State University (USA) e outros com a Profa. Dra Dra. Zola Valkalissa, da University of South Africa; com o Dr. Kabengele Munanga, da USP; com Dr. Hassimi Maiga da Université du Mali. Permaneceu ativo em 2013 o convênio firmado com a Academy for Diáspora Literacy and Centro de Ciencias de la Educación, a partir do qual a docente Petronilha têm sido convidada a ministrar conferências nos Estados Unidos sobre os temas multiculturalismo e as relações étnico-raciais. Da mesma forma, prossegue o intercâmbio firmado com a AMCER (Askya Mohammed Center for Education e Research), representado pelo Prof. Dr. Hassimi Oumarou Maiga. Com o término do Programa Pathways to Higher Educations Iniciative entre o PPGE/NEAB, as pesquisas continuaram através da Fundação FORD e do Projeto Direitos, Excelência Acadêmica e Educativa – perspectivas de afrodescendentes, africanos e de povos indígenas, em parceria com Joyce Elaine King e Hassimi O. Maiga. As pesquisas referem-se a estudos comparativos, com a finalidade de situar, explicitar e compreender, entre estudantes universitários(as), indígenas, afro-brasileiros(as), afro-estadounidenses e africanos(as), significados de excelência acadêmica e educativa, tendo em conta demandas de movimentos políticos, culturais, educativos dos povos, grupos, países e universo cultural de que são originários. Petronilha também mantém intercâmbio internacional Co-Tutela Brasil/França, através de Acordo de Co-Tutela, estabelecido pelo PPGE/UFSCar. Desde 2010, está matriculada no PPGE a pós-graduanda Sabine Marie Saraiva, estudante de Doutorado em Regime de Co-Tutela, nos quadros do Convênio “Accord Cadre de Coopertion”, estabelecido entre a Universidade Federal de São Carlos e L’Université de Picadie Jules Verne. A aluna, regularmente matriculada no PPGE, está sendo orientada pela docente Dra. Petronilha B. G e Silva e cursa o doutorado em Ciências da Educação na Universidade de Picardie Jules Verne, Laboratório Processus Identitaires, Processus Sociaux. Axe RIICE (Recherches Internationales Interculturelles Comparées en Education), sendo bolsista do Conseil Régional de Picardie (França), sob orientação do Prof. Dr. Claude Carpentier.

O docente Luiz Gonçalves iniciou, em 2013, a pesquisa com parcerias junto a pesquisadores(as) de universidades brasileiras e do exterior (Chile; Moçambique; Argentina; Colômbia), intitulada “Etnomotricidades do sul: resistência cultural em jogo”. Trata-se de um projeto de pesquisa de cooperação internacional, o qual envolve pesquisadores(as) e estudantes de países situados ao sul (metafórica e geograficamente), entre eles Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Moçambique, faz alusão direta a obra “Epistemologias do Sul”. O objetivo central é caracterizar e compreender as Etnomotricidades do Sul, particularmente em comunidades africanas e latino-americanas (tais como: povos originários, autóctones ou indígenas, remanescentes de quilombolas, caiçaras e de bairros periféricos populares), seja no contexto escolar ou não escolar, observando os processos educativos decorrentes de manifestações relacionadas a jogos, lutas, danças, festas, histórias, cantos e rituais de tais grupos/povos/comunidades. Pesquisadores(as) envolvidos(as): Prof. Ddo. Alejandro Luis Herrera (Universidad Nacional de Cuyo – Argentina); Profa. Dra. Andresa de Souza Ugaya (Universidade Estadual Paulista, campus Bauru – Brasil/Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana – Brasil); Prof. Dr. Angelo Jose Muria (Universidade Pedagógica – Moçambique); Prof. Dr. Cae Rodrigues (Universidade Federal de Sergipe – Brasil/Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana – Brasil); Profa. Dra. Denise Aparecida Corrêa (Universidade Estadual Paulista, campus Bauru – Brasil/Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana – Brasil); Prof. Dr. Fábio Ricardo Mizuno Lemos (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro – Brasil/Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana – Brasil); Prof. Dr. José Enver Ayala-Zuluaga (Universidad de Quindío – Colômbia); Prof. Dr. Kazuo Kawano Nagamine (FAMERP – Brasil); Prof. Dr. Luis Guillermo Jaramillo-Echeverry (Universidad del Cauca – Colômbia); Profa. Dra. Luz Elena Galo-Cadavid (Universidad de Antioquia – Colômbia/Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana – Brasil); Prof. Dr. Paulo César Antonini de Souza (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul – Brasil/Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana – Brasil); Prof. Dr. Sergio Alejandro Toro-Arévalo (Universidad Austral de Chile/Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana – Brasil).